Número total de visualizações de página

quinta-feira, 22 de dezembro de 2016

recreio à beira tejo

                                                             outubro, 2015

domingo, 18 de dezembro de 2016

upside down

                                                          setembro, 2013

quinta-feira, 15 de dezembro de 2016

good old times

                                                                                     novembro, 2010

sábado, 3 de dezembro de 2016

casal com cais ao fundo

                                                                 dezembro, 2013

quarta-feira, 30 de novembro de 2016

quinta-feira, 24 de novembro de 2016

um papo seco por um volteio

                                                                            novembro, 2016

quarta-feira, 23 de novembro de 2016

segunda-feira, 21 de novembro de 2016

degrau a degrau se merece o cais!

                                                           setembro, 2011

segunda-feira, 14 de novembro de 2016

SelfCais

                                                                                novembro, 2016

segunda-feira, 7 de novembro de 2016

"sejas feliz" no cais

                                                                                   novembro, 2016

sábado, 29 de outubro de 2016

Feliz 6º aniversário dos Pezinhos!

      
      Há seis anos, quando iniciei estas tropelias na blogosfera, era Lisboa uma cidade europeia baça e acanhada, e o Cais das Colunas um recanto triste, perdido entre montões de escombros, caliça e poeira. Seis anos mais tarde (precisamente hoje), Lisboa é o triunfo à escala mundial que se conhece, e dezenas de guias turísticos ostentam na capa fotos do Cais, tornado de algum modo o ex libris da cidade. Isto e os 127 352 visitantes - mais de 21 000 por ano, mais de 57 por dia! - atestam bem o sucesso deste blogue. Aposta de quatro grandes fotógrafos, conseguiu ainda agregar o entusiasmo de outros: por aqui poisaram, tanto quanto me lembro, um par de Nunos, uma Lali intermitente e até um franco-Daniel de passagem. Pena que não tenham sido mais, e que os que foram não se tenham demorado.
      Como diria o poeta, "é minha a parte feita". O Cais está aí, sólido e admirado; já não precisa dos cuidados e desvelos proselitistas que motivaram o aparecimento do blogue e, concomitantemente, a minha participação no projeto. Cesso, por isso, agora, a minha colaboração nos Pezinhos enquanto fotógrafo; voltarei, suponho, ocasionalmente, enquanto comentador. Já pus aqui imagens suficientes (até demais, no dizer de alguns, dos quais sou o primeiro) para que a despedida se faça não com uma foto, mas com um texto; e vai assim, numa linguagem arrevezada, só para chatear. Viva Lisboa, viva o Cais, vivam os Pezinhos!
Cebastião Xalgado  CX