Número total de visualizações de página

segunda-feira, 15 de junho de 2015

Holanda no cais

                                                                                                            maio 2015

4 comentários:

AC, completamente, disse...

Se as bicicletas avançam com o focinho para o cais das colunas, olhem o que as coitadas têm que pedalar.

E viva o espaço vazio, viva. O espaço vazio da cavalgadura do silva. E do António Portinholas !

E vazio só há um, o do bacio, quando o crianço perdeu o apetite, levantou o rebanhinho e foi dar uma volta à mouraria. E viva a sardinha assada, vivó!

A miúda do outro Cais disse...

É de mim, ou parece que o AC ainda não parou de beber desde sábado?!...

Alguém avise o excelentíssimo, que quem tem focinho são os animais.
As bicicletas quanto muito têm nariz e quem as monta, se cair, têm cornos lascados...

AC, completamente, disse...



Veja-se o exemplo de uma foto como esta que não pode ser uma...foto! Mas um par de bicicletas ao fundo...

E então as sombras?, pensa perguntar a Lali!

E eu que penso nas bicicletas, sei que por mais voltas que dê a andar numa bicicleta, não sou capaz de tropeçar na sua sombra!

Mas espera, AC: acabaste de descobrir uma terceira bicicleta, mais ao fundo!

E é assim que a coisa chega ao fenómeno da santíssima trindade das bicicletas.

Já sei, já sei: "nunca nos entenderemos, nunca!"





Lali disse...

E não se esqueça do pombo a bater (palmas) em retirada entre elas...e tenho dito!